Mensagem do Presidente da AOFA

Caros associados, Oficiais das Forças Armadas de Portugal e demais visitantes, bem-vindos ao site da Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA).

Os sacrifícios impostos aos militares e aos cidadãos em geral, em particular aos que estão sob a alçada direta do Estado, tem-se caracterizado pela ausência de equidade, pressuposto fundamental para garantia de justiça na sua repartição.

Tratando-se de uma asserção generalizadamente reconhecida, não deixa de ser verdade que, neste universo, os militares e a própria Instituição Militar têm sido particularmente visados, quando colocados em confronto, as medidas que os penalizam, com os deveres e restrições a que estão sujeitos, de entre os quais sobressai o sacrifício da própria vida, se e quando a Pátria assim o exigir.

Julgo, por isso, oportuno elencar as medidas de que, nós, militares, temos sido alvo e particularmente nos penalizam, considerando a especificidade de um universo ao qual, para além da sujeição a especiais deveres, são subtraídos direitos de cidadania conferidos aos restantes cidadãos (disponibilidade permanente para o serviço, i.e., mobilidade sem quaisquer restrições, sem direito a horas extraordinãrias, a fazer greve, etc.). E, para além disso, impostas restrições no âmbito mais vasto dos direitos, liberdades e garantias ­ limitações aos direitos de: liberdade sindical, expressão, reunião, manifestação, petição coletiva, capacidade eleitoral passiva, representação coletiva no foro judicial, etc.

Bem hajam e continuem a visitar-nos, acompanhando o nosso trabalho.

Últimas Notícias

2018-02-16 - AOFA toma posição sobre a colocação dos oficiais e militares em geral nas posições remuneratórias

O congelamento das progressões no regime remuneratório prejudicou e muito os militares. A Lei do Orçamento remete para negociações a solução a determinar para cada corpo especial da Administração Pública, que, no caso dos militares, ainda não tiveram lugar. Para a AOFA, essa solução, que defende em informação, terá que passar pela colocação de cada militar na posição remuneratória a que teria acedido se tudo tivesse decorrido normalmente, o que deve ser estendido aos que já tenham deixado a efetividade de serviço.

2018-02-07 - As duvidosas prioridades do IASFA

Tendo em conta as dificuldades no acesso a cuidados especiais de saúde, aos lares e à habitação, por parte de inúmeros militares e seus familiares e sabendo-se do interesse do Conselho Diretivo por outras áreas, numa altura em que escasseiam os recursos, a AOFA entendeu divulgar a todos os Oficiais das Forças Armadas, sócios e não sócios, uma informação sobre o assunto. A informação foi igualmente remetida a: Presidente da República, Assembleia da República (todos os Grupos Parlamentares), Primeiro-Ministro, MDN, Chefias Militares, Associações Profissionais de Militares, Organizações de Ex-Combatentes, Órgãos de Comunicação Social.

2018-02-03 - AOFA presente nas Comemorações do Dia Nacional do Sargento

A convite da Direção da Associação Nacional de Sargentos (ANS) a AOFA esteve presente, em Lisboa, nas Comemorações do Dia Nacional do Sargento. A representação da AOFA foi assegurada por parte do nosso Presidente do Conselho Nacional, Tenente-Coronel António Costa Mota.

2018-01-24 - A má situação do Serviço de Apoio Médico do Centro de Apoio Social de Oeiras/IASFA

Em Janeiro de 2016 foi possível ler a promessa de serem repostas as muitas valências médicas do SAMED que tinham sido perdidas. Face à ausência de cumprimento dessas promessas e ao manifesto prejuízo causado aos beneficiários, a AOFA resolveu relembra-las.

2018-01-15 - AOFA participa no Grupo de Trabalho para Estudo de Questões Socioprofissionais dos Militares da Marinha

O Presidente do Grupo de Trabalho para Estudo de Questões Socioprofissionais dos Militares da Marinha convidou a AOFA para uma reunião sobre o suplemento de missão. A reunião teve lugar no Estado-Maior da Armada, sendo a AOFA representada pelo CTEN Nuno Roboredo, Vogal do Conselho Nacional e membro do Secretariado.



@ 2011 - AOFA - Todos os direitos reservados
E-mail: geral@aofa.pt
Av. Bulhão Pato, nº 7 – 1º Andar
2825-846 Trafaria PORTUGAL
Tels: 214417744 - 912500813
Fax: 214406802
Powered by António Chaves - Optimizado para Internet Explorer 8 ou superior e resolução 1024x768.